Quinta, 27 de Maio de 2010
Sábado, 29 de Maio de 2010
21:45
 
Imprimir
Fechar
sala principal
   


CURVO - festival incerto de música urbana

   
São três dias dedicados à melhor música urbana: concertos exclusivos, com nomes de prestígio internacional, dois deles em estreia absoluta no nosso país (as bandas americanas Warpaint e Here We Go Magic), a que se juntam o cinema e dj sets especiais. Uma iniciativa inteiramente concebida pelo Teatro Aveirense, o CURVO não quer ser um festival de grande dimensão mas sim um festival de culto dirigido a todo o país, um festival de grande actualidade, onde em cada ano haja espaço para a qualidade e para a ousadia, sem limitações de género. E isto é só o começo.  
 
Qui 27 – abertura do festival  
"All Tomorrow's Parties", de Jonathan Caouette (Reino Unido, 2009, doc., 82') – Pelo realizador do filme de culto "Tarnation" chega-nos um documentário musical caleidoscópico que retrata de um dos mais importantes festivais de música alternativa. Pelas imagens passam testemunhos e excertos de concertos dos Yeah Yeah Yeahs, Animal Collective, Gossip, Mars Volta, Portishead, Mogwai, Lightning Bolt, Stooges, entre muitos outros.  
 
+ dj set RUI MAIA (X-Wife)  
 
 
 
Curvo – dia 28  
Warpaint (us) – São uma das grandes revelações do ano passado, com o selo de garantia da insuspeita Rough Trade e o aplauso de nomes como John Frusciante, que se envolveu na produção do primeiro trabalho da banda. Músicas tecidas com guitarras e vozes hipnóticas, oscilando entre ritmos absolutamente contagiantes e melodias intimistas, num conjunto de canções pouco classificáveis mas arrebatadoras que desencadearam um culto em crescimento acelerado. Uma estreia absoluta que chega no momento certo para fazer história. www.myspace.com/worldwartour  
 
Matt Elliott (uk) – Com um grupo alargado de seguidores e os favores consensuais da crítica desde a sua estreia com "The Mess We Made", Matt Elliott transforma cada concerto num momento de partilha a que se procura sempre regressar. Entre a electrónica e o folk, Elliott sabe exactamente como nos embalar com a sua voz e os seus sons delicadamente intrincados. www.myspace.com/mattelliottmusic  
 
Rita Braga (pt) – Ainda é um segredo bem guardado, uma preciosidade da música alternativa-ou-chame-se-o-que-se-lhe-chamar nacional. Rita Braga divide-se por originais e por canções esquecidas vindas das épocas e dos lugares mais distantes. Entre Bollywood ou Lee Hazlewood, tudo é possível. www.myspace.com/superbraguita  
 
+ dj set GIRLS IN THE BACK (após concertos)  
 
Curvo – dia 29  
Scout Niblett (uk) – A nossa senhora da solidão do rock, tão capaz das mais comoventes confissões dedilhadas à guitarra como de músicas enraivecidas, anda em mudança. Depois de um lindíssimo álbum em que contava com a colaboração de Bonnie 'Prince' Billy, mudou-se para a Drag City Records (a mesma de Joanna Newsom ou Bill Callahan) e entregou-nos o seu trabalho mais despojado até à data, um álbum absolutamente essencial. Como um recomeço. www.myspace.com/scoutniblett  
 
Here We Go Magic (us) – O projecto psych-folk de Luke Temple é um caso sério: editados pela excelente Secretly Canadian, passearam por muitas listas de melhores do ano e surgem agora com um novo álbum, "Pigeons", onde se superam. São cinco mas parecem mais. Oferecem-nos um som cheio e encantado, com uma intensidade que em palco os torna arrasadores. www.myspace.com/herewegomagic  
 
Mariana Ricardo (pt) – As canções estão lá, doces e munidas de um desencanto quotidiano, com uma maturidade que não se espera de um início. Talvez porque não o é. Passou uma década desde que Mariana Ricardo deixou marcas com os seus Pinhead Society. Mas nunca esteve melhor do que agora. www.myspace.com/marianaricardo  
 
+ dj set WAHWAH SOUNDSYSTEM (após concertos)
  Preços:  
Bilhete 1 Dia: 15 Euros  
Bilhete Festival (2 Dias): 25 Euros  
Bilhete Festival + Concerto Bonnie “Prince” Billy : 35 Euros  
    Fechar