Sábado, 8 de Novembro de 2008
Quinta, 13 de Novembro de 2008
13:00 - 20:00
 
Imprimir
Fechar
sala estúdio
   

Ciclo Arte e Novas Tecnologias
Habitat
Volker Schnüttgen, LaborGras & Guests 

   
HABITAT é um projecto transdisciplinar entre a dança e a escultura contemporânea concebido por Volker Schnüttgen e o colectivo de dança LaborGras de Berlim. É planeado para ser tanto uma performance como uma instalação escultural. Um environment de objectos tridimensionais ocupa o espaço da actuação. Cada um desses objectos esculturais tem o seu espaço interior íntimo, que está equipado com um monitor. Estes monitores são uma continuação virtual do espaço real das esculturas e formam palcos virtuais para a coreografia. O espaço virtual permite, ao contrário da escultura materializada, a dinamização do espaço, alterando e modelando as perspectivas, proporções e pontos da vista. A bailarina actua numa área espacialmente reservada ao lado da zona da ocupação escultural. Os temas da coreografia são os espaços arquitectónicos do environment, tanto do real como do virtual. Apesar da performer actuar fora destes espaços tem consciência das características e limitações deles. A transmissão por vídeo em tempo real ou com um certo atraso (o que permite à bailarina um encontro com o seu próprio passado recente) coloca o seu corpo dentro da instalação escultural. Numa certa forma povoa os lugares da instalação com a múltipla clonagem das suas actuações. O espectador pode circular livremente no environment, descobrindo os espaços íntimos dos "povoamentos", ou aproximar-se da performance. Não existe uma distância de um palco entre público e performer. O processo da criação torna-se transparente.  
 
Habitat é  
de Volker Schnüttgen e LaborGras  
conceito, escultura, espaço virtual, edição de vídeo - Volker Schnüttgen  
conceito, coreografia, performance - Renate Graziadei  
conceito, coreografia - Arthur Stäldi  
programação vídeo interactivo - Frieder Weiss  
operador vídeo - Martin Bellardi  
composição musical - Constantin Popp  
assistência artística - Fernando Almeida  
documentação vídeo - Joana Pires  
documentação fotográfica - Eugenia Rufino  
produção e gestão - Mark Donner, Inge Zysk  
 
co-produção - O Espaço do Tempo  
apoio - Kirchhoff Automotive  
  Entrada livre.  
 
Bilhete 4€ para a performance de inauguração (dia 8, às 17:00).
    Fechar