Saltar para conteúdo Mapa do site

Página inicial Teatro Aveirense

back
Música na Escola

Música na Escola

  • Domingo, 19 Fevereiro 2023
    16h00 — Sala Principal

Comprar bilhetes Página da ticketline

Sinopse

Todos os anos a Orquestra Filarmonia das Beiras, através do programa Música na Escola, leva a música a milhares de crianças do 1º Ciclo. Música na Escola é um projeto de ação educativa, que tem como objetivo a divulgação musical, a sensibilização e a formação do público infantil para a música erudita, dando ênfase à participação das crianças no processo de realização musical através de interações com a orquestra. Além disso, pretende-se proporcionar uma experiência de contacto com a música orquestral e o alargamento dos conhecimentos sobre música e sobre a orquestra. Além de ouvir música, a possibilidade de a experimentar de várias formas, é uma oportunidade para alargar o conhecimento empírico e para estimular a criatividade e a imaginação das crianças. Depois das sessões pedagógicas é apresentado o Concerto de Família, em que as crianças convidam a família a assistir ao concerto final, podendo assim partilhar os conhecimentos adquiridos anteriormente.

Na edição de 2023 a Orquestra Filarmonia das Beiras decidiu abordar a obra Il Maestro di Cappella, de Domenico Cimarosa, numa versão propositadamente traduzida para português, designada O Mestre de Música. Esta obra singular do repertório lírico apresenta caraterísticas que lhe conferem grande potencialidade pedagógica a ser explorada por variados enquadramentos. Trata-se de um Intermezzo, uma miniópera que era apresentada durante o intervalo das grandes óperas e que, neste caso, tem apenas uma personagem e apresenta várias situações muito cómicas.

Este projeto será apresentado pelo Professor Jorge Castro Ribeiro e terá como solistas o barítono Eduardo Portugal e o baixo Miguel Maduro-Dias.


Sinopse
A história deste intermezzo é muito simples e apresenta várias situações muito cómicas. O Mestre de Música está a ensaiar com a sua própria orquestra. Declara que quer executar uma ária em “estilo sublime”, referindo-se à autoridade dos antigos mestres “que sabiam tanto”. Quando finalmente iniciam a execução da ária o resultado é desastroso. Cada instrumento entra no momento errado, estragando a música e obrigando o mestre a cantar, ele próprio, a parte de cada um. E assim o mestre continua ensinando cada um, até que os músicos dos diferentes instrumentos aprendam a sua parte. Depois de aprenderem, experimentam, enfim, tocar todos juntos a música proposta. Têm sucesso. O mestre de música, satisfeito, decide então que a orquestra toque uma “grande peça” de grande efeito. Será que vão conseguir?
 

Informação adicional

Comprar bilhetes

M/6

Preço 3€


Ficha Artística
Orquestra Filarmonia das Beiras
Miguel Maduro Dias, baixo
Eduardo Portugal, barítono
Jorge Castro Ribeiro, apresentação