Teatro Aveirense

back

Teatro Aveirense estreia ciclo de Verão

Data publicação — 15 Junho 2021

Teatro Aveirense estreia ciclo de Verão
O Teatro Aveirense estreia no próximo dia 21 de junho um novo ciclo de programação para o Verão. Música, cinema, teatro, dança e novo circo farão parte das atividades, numa sucessão de apresentações gratuitas que se irá prolongar até 21 de agosto.

A iniciativa marca ainda a inauguração da Sala Aberta, o espaço de eleição para o Teatro Aveirense apresentar-se em espaço público, numa área que se estende desde a Praça da República à escadaria do ATLAS Aveiro - Edifício Fernando Távora. A Sala Aberta será assumida como um novo palco da instituição, juntando-se à Sala Principal, à Sala Estúdio e ao Salão Nobre. 

O primeiro evento do novo ciclo de verão é o concerto dos Bateu Matou na Praça da República, marcado para o dia 21 de Junho, dia do solstício. Vai acontecer às 22h00, horário das atividades noturnas deste ciclo, e revelar os temas deste novo supergrupo, que junta o talento de três bateristas reconhecidos: Quim Albergaria (Paus), Riot (Buraka Som Sistema) e Ivo Costa (Batida).
 
No dia seguinte, 22 de Junho, começam as sessões de cinema ao ar livre. É uma nova forma de apresentar o ciclo Os Filmes das Nossas Terças, que durante este verão se muda para os Claustros da Misericórdia, com filmes como “Fellini Satyricon”, de Federico Fellini, “Os Miseráveis”, de Ladj Ly, e “Rosa Selvagem”, de Tom Harper, entre muitos outros. 

Dois dias depois, é a vez de Mário Lúcio se apresentar em palco, numa atuação a solo que irá acontecer na escadaria do ATLAS Aveiro. Oportunidade de ver uma das figuras mais reconhecidas da cena cultural e musical cabo-verdiana, um poeta que marcou a viragem na nova poesia cabo-verdiana e fundador do grupo musical Simentera.

O mês de julho começa com uma das maiores revelações deste ano do panorama musical português. Trata-se de Pedro Mafama, artista que junta músicas de vários mundos num registo só seu. Vem apresentar o álbum de estreia, “Por Este Rio Abaixo”, e mostrar por que deve ser uma figura a ter em conta a partir de agora. Encontro marcado para o dia 1 de julho na Praça da República.

Surpreendente promete ser o concerto de António Zambujo com a Orquestra Filarmonia das Beiras. A atuação junta a voz de um dos mais notáveis cantores portugueses a uma orquestra já habituada a encontros com artistas de várias áreas musicais, num concerto marcado para o dia 3 de julho na Praça do Marquês. A atuação faz parte do A25, projeto de programação em rede que une as cidades de Aveiro, Guarda e Viseu.

Para 10 de Julho fica guardada a atuação de Marta Hugon com Afonso Cabral, a acontecer na Praça do Marquês. Oportunidade de ouvir uma grande figura do jazz nacional e um dos mais versáteis vocalistas portugueses, também conhecido por ser um dos fundadores da banda You Can’t Win, Charlie Brown.

O mês de agosto tem como um dos seus pontos altos a realização do Ciclo de Concertos, entre os dias 5 e 7, iniciativa realizada no âmbito da estratégia “Cultura em Tempos de (In)Certeza”, criada para apoio à comunidade artística. O evento tem música com nomes como Senza, Conferência Inferno e Fadomorse, assim como momentos de cocriação a envolver artistas da música, da literatura e da interpretação. A ilustração fará também parte do evento, com a participação de José Afonso, Zooter e SHIM.  

A 13 de agosto é apresentado o espetáculo “Artificial Intelligence”, pela Vortice Dance Company, uma performance e instalação multidisciplinar em que a ação é comandada por um pensamento artificial superior, juntando a dança e as artes multimédia.

Para 14 de Agosto fica guardada uma eliminatória do Festival Termómetro, que irá juntar na Praça da República os projetos nacionais Tyroliro e Jorge da Rocha, aos quais se junta, via online, a banda belga Lisette. Os convidados para esta eliminatória são os conhecidos White Haus, de João Vieira.

No dia seguinte, sobe ao palco o multipremiado espetáculo “Isla”, da companhia D’Click, uma junção de teatro gestual, humor e circo que conta a história de três náufragos em processo de reformulação da sua história e do seu destino, propondo uma reflexão sobre a tomada de decisões e a sobrevivência. Espetáculo a decorrer na Praça da República.

Para fechar o ciclo de verão, foi escolhido um concerto de Irma. A cantora traz a Aveiro os temas do seu álbum de estreia, “Primavera”, disco com que tem mostrado a sua grande versatilidade musical.   

A realização de algumas atividades deste ciclo obrigarão ao corte pontual de trânsito na Rua Belém do Pará nos dias 21 de junho, 1 de julho, 14 de agosto e 21 de agosto entre as 21h00 e as 24h00, assim como nos dias 5 a 8 de agosto entre as 18h00 e as 24h00 e no dia 15 de agosto entre as 17h00 e as 20h00.


Dia 21 de junho, segunda, 22h, concerto (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 21h e as 24h.

Dia 1 de julho, quinta, 22h, concerto (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 21h e as 24h.

Dias 5, 6, 7 e 8 de agosto, quinta, sexta, sábado, domingo, concertos – (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 18h e as 24h.

Dia 14 de agosto, sábado, concerto – (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 21h e as 24h.

Dia 15 de agosto, domingo, Espectáculo Novo Circo – (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 17h e as 20h.

Dia 21 de agosto, sábado, concerto – (Pr da República)
Corte de trânsito na Rua Belém do Pará entre as 21h e as 24h.