Teatro Aveirense

back

O projeto “New Chronologies of Sound” é agora uma exposição em Medellín

Data publicação — 18 Março 2022

O projeto “New Chronologies of Sound” é agora uma exposição em Medellín
O projeto “New Chronologies of Sound”, uma encomenda do Teatro Aveirense e da Câmara Municipal de Aveiro à editora VIC NIC, é o eixo de uma exposição no MAMM - Museo de Arte Moderno de Medellín, na Colômbia. A mostra foi inaugurada no dia 16 de março e estende-se até 21 de junho, dando forma a um conjunto de obras criadas por músicos e artistas sonoros de várias nacionalidades.

Criada como uma exposição acusmática, com curadoria de Hugo Branco e consultoria de Jorge Barco, “Nuevas Cronologías Del Sonido” materializa um projeto que teve por base uma compilação sonora, lançada em formato físico e digital, e que já se tem desmultiplicado por outros formatos, como uma coleção de ensaios escritos e um banco de sons para download livre. Os artistas presentes são Mathew Herbert, BJ Nilsen, Lawrence English, AGF, Laura Romero, Natalia Valencia Zuluaga, Miguel Isaza, Kyoka, Hugo Branco, Diana Combo, Budhaditya Chatttopadhyay e Gustavo Costa, que a partir de vários países e continentes proporcionam diversos modos de escutar a paisagem natural e humana. São 12 obras, desde gravações de campo a paisagens sonoras processadas, passando por composições mais complexas e obras de forte carga poética. Juntas, e com duração de 50 minutos, poderão agora ser fruídas no MAMM através de uma instalação sonora.

A origem de “New Chronologies of Sound” esteve na paragem repentina e no silêncio global que se geraram durante os confinamentos da pandemia de Covid-19. Surgiu, então, a oportunidade inesperada de ouvir sons anteriormente impercetíveis e de se aprimorar a escuta do meio ambiente. A pandemia, como uma quebra no ritmo da vida quotidiana, permitiu que a perceção auditiva se abrisse para múltiplos campos, tornando-se este projeto uma investigação e exploração sobre a forma como os artistas vivenciaram o tempo durante a pandemia e os confinamentos, numa combinação de arte sonora, ecologia acústica e composição eletrónica.